Correr em diferentes superfícies

Correr em diferentes superfícies

O que você prefere? Correr num piso mais rígido como o concreto ou mais maleável como a terra? Em grande centros urbanos, muitos corredores não encontram parques ou estruturas naturais próximos às suas casas ou trabalho onde possam fazer os seus treinos de corrida e experimentar correr em diferentes superfícies. E aí, praticamente fazem todo o seu treino em asfalto. Mesmo para os privilegiados, havendo algum circuito natural, o corredor tende a ficar no asfalto.

Isso acontece pelo fato de ser mais “confortável”. Só que esse conforto, na corrida, a médio prazo não é bom para a sua vida de atleta.

Corra de correr no asfalto

correr em diferentes superfícies

Não é que você não deve correr no asfalto. Na verdade, você deve evitar ao máximo esse tipo de superfície para não se lesionar. As lesões na corrida ocorrem por estresse repetitivo. Ou seja, cada passo que você dá em piso rígido gera uma sobrecarga de retorno, causando um desgaste nas articulações do tornozelo, joelho e quadril. Enquanto você treinar em solos mais maleáveis, como grama, terra, areia, cascalho, em cada passada o local cede e o impacto retornado é muito menor. As chances de lesões crônicas são menores e você terá um aumento na longevidade no esporte. É por isso que você deve fugir de correr no asfalto.

Dores em treinar na trilha

correr em diferentes superfícies

Muitos corredores sentem dor muscular quando treinam em trilha. É normal isso acontecer, pois treinando em uma superfície mais pesada requer um alto recrutamento dos músculos. Você não vai ter uma distensão ou estiramento, essa dor é causada por adaptação da superfície. No começo pode ser que sentirá desconfortos, mas com o tempo você ficará mais forte e as dores vão sumindo. Pense pelo lado positivo: quando você treina em trilha auxilia no seu desenvolvimento de velocidade e eficiência na passada, por estar em um ambiente irregular e o seu desempenho no asfalto renderá muito mais, porque você está acostumado a treinar em um cenário fora da sua zona de conforto.

É claro que não queremos que você torça o pé se correr em algum desses pisos. Então, deixamos aqui algumas dicas para se preparar neste começo de adaptação:

– Faça treinos leves, como rodagem. Não se preocupação com o pace. Sinta o seu corpo e ganhe confiança.

– Aquecimento e desaquecimento. Se você tem 10 km de treino, aqueça e desaqueça na trilha, grama ou na terra e depois vá para o asfalto.

Gostou da dica? Aprendeu mais essa? Se você tem outras dúvidas, entre em contato conosco e bons treinos.

Deixe uma resposta